ADICIONADO AOS FAVORITOS
CADASTRE-SE CLUBE DE COMPRAS DE SUPLEMENTO

PREENCHA SEU NOME

VOCÊ DESEJA ?
EMAGRECER
GANHAR MASSA

A importância da avaliação física

O fisiologista Luiz Fernando Miranda é nosso colunista e tira as dúvidas sobre a importância da avaliação física e exames laboratoriais. Descubra o que é mito ou verdade sobre esse assunto!

O fisiologista Luiz Fernando Miranda

O fisiologista Luiz Fernando Miranda

Você sabia que, para a prescrição correta da sua dieta, suplementação e treinamento, é preciso saber a sua composição corporal? Exames laboratoriais também são de suma importância, para detalhar corretamente as alterações a serem feitas no seu plano alimentar e periodização de treinamento!

Existem alguns cálculos (inclusive na internet), onde classificam a taxa de proteína/carboidrato/gorduras “ideal” que o indivíduo necessita de ingestão diária para cada objetivo, mas qual seria o correto?

Também existem diversos sistemas de treinamento, onde um parece ser mais “milagroso” que o outro. Mas qual aplicar?

O seu nutricionista, médico, fisiologista e treinador precisam solicitar alguns exames específicos de tempos em tempos, justamente para realizar ajustes em seu plano alimentar, de suplementos e de treinamento. (Sim, os profissionais em educação física precisam de alguns parâmetros para ajustar a sua intensidade e volume de treinamentos.)

Para a composição corporal, existem 3 métodos bem usados em clínicas e academias: Bioimpedância, Dobras Cutâneas e Dexa. Cada método tem o seu protocolo a ser seguido, onde o profissional é quem vai decidir qual irá usar em cada paciente/aluno.

Para os exames laboratoriais, a gama é gigantesca de exames a serem solicitados, e quem vai decidir quais serão analisados também será o profissional.

Existem exames complementares, onde o profissional irá analisar a real necessidade de solicitação. Por exemplo, os exames de imagens (ultra-sonografias, ressonância magnética); cardiológicos (ergométrico, ergoespirometria, MAPA, Holter), entre outros…

Fuja dos profissionais que só solicitam exames “básicos” e que dizem que você não precisa realizar exames laboratoriais com frequência. Pois somente dessa forma, o profissional conseguirá planejar um melhor caminho para alcançar o objetivo do seu paciente/aluno!

Procure por profissionais que saibam o que está solicitando, pergunte o que significa cada método, o porquê você precisa realizar “alguns” exames com mais frequência do que outros, o porquê é preciso alterar alimentação/suplementação/treinamento conforme os dados coletados…

Fique atento, sua saúde depende dos profissionais envolvidos!

Abraços e até mais! 😉

Fonte: Luiz Fernando Miranda e Bom Corpo.

AVALIE ESSE POST

AVALIAÇÃO REGISTRADA COM SUCESSO
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

RUIM

EXCELENTE

3 AVALIAÇÕES MÉDIA 7.3

VEJA TAMBÉM