ADICIONADO AOS FAVORITOS
CADASTRE-SE CLUBE DE COMPRAS DE SUPLEMENTO

PREENCHA SEU NOME

VOCÊ DESEJA ?
EMAGRECER
GANHAR MASSA

História da Meia Maratona Internacional de SP

Você sabe como surgiu a Primeira Maratona Internacional de São Paulo? Descubra como nasceu esse evento!

Era o início de um novo milênio quando surgiu, na capital paulista a primeira meia-maratona da cidade. Naquela época, poucas eram as corridas de rua – e nenhuma com 21 km. Depois de muitos estudos sobre percurso e organização de uma prova tão exigente, a Corpore, que é a instituição responsável colocou a Meia-maratona Internacional da Cidade de São Paulo no calendário paulistano, no dia 16 de abril de 2000.

A primeira edição foi feita em um dos principais redutos da cidade para corrida, o Parque Villa Lobos e foi um sucesso, levando 4.600 atletas às ruas para correrem, pela primeira vez, uma meia-maratona em solo paulista. Desde a sua primeira edição até às provas mais recentes, o corredor que se desafiou na “Meia Internacional da cidade de São Paulo”, se viu diante de novidades, como mudanças no sistema de cronometragem, no local de largada e chegada e no horário – que permitiram uma corrida mais organizada e rápida!

A mais tradicional corrida de 21 km de São Paulo, em 2015 chega à sua 16ª edição e descubra por que você não pode deixar de colocá-la na sua agenda esportiva!

São vários os fatores que contribuem para que uma corrida possa ser classificada como perfeita para quem corre. Altimetria, qualidade do percurso, clima, organização e hidratação com certeza entram na lista. Foi focando nesses pontos que a Meia-maratona Internacional da Cidade de São Paulo cresceu e se tornou sinônimo de “prova boa” em São Paulo.

O percurso agradável é seu grande marco: a Cidade Universitária, o Jockey Club e o Parque Villa-Lobos, conhecidos e adorados pelos (corredores) paulistanos, fazem parte do trajeto. Além de oferecer o visual de uma região arborizada da cidade, a ideia foi sempre manter a prova mais plana possível.
Por isso, as subidas mais exigentes são apenas as da ponte que atravessa as marginais do rio Pinheiros. Fora isso, é um “tapetão” para quem quer sentar a bota. Mas não é só o percurso que dá aquela mãozinha. Para garantir o clima ameno, a largada é dada pontualmente às 7h30, na USP, horário em que o sol ainda não incomoda. A escolha da data da prova, entre março e abril, também é estratégica, para que o clima ameno do outono ofereça maior conforto durante toda a corrida.

Para garantir a sua velocidade, dois fatores estabelecidos pela organização são essenciais. O primeiro deles é a divisão dos atletas por pace, obrigando os corredores com ritmos aproximados a largarem juntos.
Esse formato vem sendo aplicado em corridas internacionais e permite que quem vai mais devagar não seja “atropelado” e os mais rápidos tenham espaço para acelerar. O segundo fator são os marcadores de ritmo, os famosos “coelhos”, atletas contratados pela prova para puxarem os inscritos de acordo com o ritmo desejado.

meia-maratona-sp01

 

Fonte: Meia Maratona Internacional de São Paulo com adaptação Bom Corpo.

AVALIE ESSE POST

AVALIAÇÃO REGISTRADA COM SUCESSO
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

RUIM

EXCELENTE

3 AVALIAÇÕES MÉDIA 4.7

VEJA TAMBÉM