ADICIONADO AOS FAVORITOS
CADASTRE-SE CLUBE DE COMPRAS DE SUPLEMENTO

PREENCHA SEU NOME

VOCÊ DESEJA ?
EMAGRECER
GANHAR MASSA

Hugo Comparotto tira dúvidas sobre a creatina

O nutricionista e colunista Hugo Comparotto tira todas as dúvidas sobre o famoso suplemento creatina!

Nosso novo colunista - Hugo Comparotto

A creatina é uma amina produzida naturalmente em nosso organismo pelo fígado, rins e pâncreas, a partir de alguns aminoácidos adquiridos por meio da alimentação. Cerca de 95% das reservas corporais de creatina encontram-se no músculo esquelético, sendo o restante distribuído entre outros tecidos e órgãos, entre eles o coração e o cérebro.

Diariamente, nosso corpo produz cerca de 1 g de creatina, que em conjunto com os valores obtidos a partir de uma alimentação convencional, somam em torno de 2 g/dia. Entretanto, este valor pode sofrer modificação de acordo com a alimentação de cada indivíduo.

Pessoas que consomem mais carne vermelha e peixes tendem a obter maiores quantidades de creatina provenientes da dieta, já que estes alimentos são fontes consideráveis da mesma. Durante o período de suplementação, a produção corporal de creatina é reduzida, o que é normalizado após um período de tempo da interrupção da mesma.

hugo-comparotto-creatina01

Uma das questões que mais interferem na efetividade da suplementação de creatina, além do tipo de esporte ou atividade física em questão, é a alimentação dos usuários. Indivíduos que já possuem inseridos na rotina alimentar uma grande quantidade de alimentos naturalmente fontes de creatina, como carne vermelha e peixes, tendem a possuir previamente maiores concentrações de creatina no músculo e, por isso, beneficiam-se em menor escala com a sua suplementação. Nesses casos, são verificados aumentos que variam de 10 – 20% do conteúdo de creatina muscular, enquanto que em indivíduos que consomem menores porções de carnes e peixes na dieta, são vistos aumentos que podem variar de 20 – 40% de creatina no músculo.

Segundo alguns trabalhos, a magnitude do aumento na concentração muscular de creatina está intimamente ligada aos seus efeitos na melhora no desempenho físico, ou seja, quanto maior for o aumento de creatina no músculo em relação ao período pré-suplementação, maior será o efeito produzido por ela.

Estudos que compararam a utilização de creatina para homens e mulheres mostraram resultados superiores em indivíduos do sexo masculino, o que provavelmente está relacionado ao maior conteúdo muscular presente em homens em comparação com mulheres.

Você conseguiu tirar todas as suas dúvidas sobre a creatina? Conte-nos o que achou!

Fonte: Hugo Comparotto e Bom Corpo.

AVALIE ESSE POST

AVALIAÇÃO REGISTRADA COM SUCESSO
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

RUIM

EXCELENTE

14 AVALIAÇÕES MÉDIA 6.2

VEJA TAMBÉM