ADICIONADO AOS FAVORITOS
CADASTRE-SE CLUBE DE COMPRAS DE SUPLEMENTO

PREENCHA SEU NOME

VOCÊ DESEJA ?
EMAGRECER
GANHAR MASSA

O poder da força dos hábitos com Teco Mendes

Teco Mendes é Life Coach e entusiasta em nutrição desde sempre! Depois de muitas dietas, erros e erros (o certo seria erros e acertos), conheceu o mundo Paleo, em 2012, e finalmente acertou. Ele se livrou da compulsão com a Paleo e com um monte de dicas e filosofia que detalha no começo de seu Blog! Se você estava até agora batendo cabeça, acho que sua busca acabou!

O Life Coach Teco Mendes é nosso colunista e explica sobre a força dos nossos hábitos, tirando todas as dúvidas sobre esse assunto na Dieta Paleo.

O coach Teco Mendes

O Life Coach Teco Mendes

Hello Friends!!

Tem um aspecto bem pouco discutido quando falamos das influências que nos levam a ter um determinado comportamento com relação à comida. O hábito é muito pouco considerado nesta questão. De tudo que eu vejo, fala-se em criar hábito com relação a exercício, a levantar para correr no parque e coisas do tipo.

O hábito é uma faceta de nosso comportamento bem pouco explorada, mas que tem muita influência nas decisões que tomamos no dia-a-dia. Principalmente sobre o que comemos.

Li o livro THE POWER OF HABIT de Charles Duhigg. Neste livro, ele conta a história de um paciente que teve a parte do cérebro relacionada à memória destruída por uma doença. E mesmo assim, ele conseguia fazer coisas que sempre fazia por hábito.

Ele sempre caminhava a pé pelas redondezas de casa e sabia voltar sozinho, porque foi criado este hábito no passado. Não sabia dizer o seu endereço e nem onde morava, mas ele ia andando e sempre voltava para casa. Com isso, ele mostrou que o hábito tem uma parte no cérebro específico para ele! Talvez para poupar energia do cérebro para as coisas que fazemos rotineiramente e daí fazemos sem pensar. Você já se pegou indo ao Shopping de carro durante o fim de semana e sem querer estava dirigindo ao trabalho, porque se distraiu e acabou fazendo o caminho que faz todos os dias? Eu também!

Comece a analisar os seus hábitos!

Outro aspecto importante do hábito é que, às vezes, a razão dele existir não é explícita, não é o fato em si. Por exemplo, trabalhei por oito anos na Embraer e desenvolvi o hábito de tomar um cafezinho naqueles copinhos que tem nas empresas. Eu nunca tomava fora do trabalho e até hoje não faço café em casa. O que aconteceu é que estava lá trabalhando e passava um colega pela minha mesa me chamando para tomar um cafezinho. E lá, conversávamos sobre BBB, mercado financeiro e qualquer outro assunto que não fosse trabalho. De repente eu me via no “cafezinho” com os colegas sendo que antes não tomavam café. Mas, era essa bebida mesmo que criou o hábito ou era aquela pausa necessária no fluxo de trabalho, aquele break para esfriar a cabeça?

Da mesma forma, você pode estar com hábitos que te levem a comer. E o livro conta que você simplesmente cortar o hábito sem substituir a verdadeira razão do hábito existir, será muito difícil se livrar dele. Isso ocorre muito com o vício do cigarro, que as pessoas têm esse “costume” de fumar junto com a dependência física.

Lembro-me que a uns anos atrás havia até cigarros feitos inteiramente de filtro, para as pessoas manterem o hábito de acender o cigarro! Ou então piteiras que você colocava na ponta do cigarro para absorver o fumo e as toxinas enquanto você mantinha o hábito de fisicamente fumar.

poder-forca-habitos01

Substituição é a palavra

Imagine essa situação, um pai de família nos EUA sai toda sexta-feira do trabalho e passa numa loja da Dukin Donuts para levar uma caixa com vários Donuts para a família. Enquanto espera, ele toma um café com o seu Donut preferido, conversa com os empregados da loja que já o conhece pelo nome, lê o jornal calmamente, etc.

poder-forca-habitos

De repente ele está de dieta e se vê obrigado a ir direto para casa às sextas-feiras. Este hábito criado que foi cortado na marra fará uma falta muito grande em sua vida, podendo até arruinar o seu esforço para emagrecer. Mesmo que ele leia livros de dietas, Blogs, contrate um Personal Trainer e uma nutricionista. O que ele começou a evitar não foi só a rosquinha preferida do Homer Simpson e, sim, todo um processo que lhe fazia muito bem que era a descompressão da semana de trabalho, o relaxamento para chegar em casa já pronto e tranquilo para curtir o fim de semana com a família, porque já havia deixado todas as preocupações do trabalho na loja da Dukin Donuts.

A saída nesse exemplo é substituir este hábito por um que dê os mesmos benefícios psicológicos sem o malefício da rosquinha. Ele tem que procurar essa satisfação da descompressão de uma forma que não inclua Donuts. Aí vai do gosto de cada um, da disponibilidade. Pode ir desde um Happy Hour com os colegas, cafezinho em outro lugar, uma massagem (gosto muito), marcar uma partida de squash toda sexta às 18h com o seu melhor amigo, que tem pouco tempo para se encontrarem e desenvolver novos hábitos que sejam saudáveis para essa substituição. Cortar simplesmente será muito pior.

Quais são os seus hábitos que precisa substituir? Analise o seu dia-a-dia, que tenho certeza que encontrará alguns. E, quem sabe, alguns hábitos que não te fazem bem até fora da área da alimentação!

Abraço,

Teco!

Gostou das dicas do nosso Life Coach? Diga-nos o que achou!

Fonte: Teco Mendes e Bom Corpo.

AVALIE ESSE POST

AVALIAÇÃO REGISTRADA COM SUCESSO
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

RUIM

EXCELENTE

5 AVALIAÇÕES MÉDIA 10.0

VEJA TAMBÉM